22 de fev de 2012

Educação faz bem e eu gosto.


O poder e o impacto que a educação dos pais tem sobre uma criança é superior a qualquer tentativa da terapia e da escola. 

A escola deve ser vista como uma aliada na educação, ensinando e reforçando os valores, as condutas, o posicionamento proporcionando um ambiente acolhedor e positivo onde muitas crianças, com educações diferentes, devem conviver de forma harmônica e civilizada. 

A terapia vai entrar na vida da criança como um suporte, para superar um momento de crise, de perda ou para reestruturar uma personalidade que não está sendo bem definida. A terapia deve ser uma mão que apoia a criança e os pais em busca de uma outra forma de perceber o mundo e encarar a vida. 

A educação é trabalho de cada dia, é semente que deve ser regada e cuidada com muito esforço, carinho e dedicação. Não entendo porque muitos pais creem que seus filhos vão amadurecer com o tempo e mudar certas atitudes que são, hoje, motivos de reprovação. Não pense que seu filho vai mudar com o passar dos anos só porque vai crescer, se o comportamento dele for inadequado agora a tendência será piorar. 

Somos responsáveis pela educação dos nossos filhos, não a babá, a avó, a creche, os amiguinhos do prédio ou outros familiares. Está na hora de aprender que educar custa caro, que ensinar é um trabalho e que as crianças de hoje só serão felizes amanhã se aprenderem a conviver e a compartilhar. E isso se aprende desde pequeno. Não vamos esperar que o mundo ensine aos nossos filhos o que é nossa responsabilidade ensinar. Vamos criar pessoas felizes.

Gabriela Nunes

2 comentários:

  1. Parabéns pelo o artigo Gabi. Drika

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre uma tentativa de trazer mais consciência e responsabilidade na educação infantil. :-)

      Excluir

Curtir!

Seguidores